Perfil – Cássia Kiss

centraldenoticias-perfil1Natural de São Caetano do Sul, Cássia Kiss está no ar atualmente como a carola Mariana de “Paraíso”, novela das seis da Rede Globo. Na televisão, fez sua estreia em 1979, na Bandeirantes, em “Cara a Cara”, num papel secundário, e no ano seguinte, atuou no infantil “As Aventuras do Tio Maneco”, da TV Educativa. Em 1983, estreou na Globo em dois episódios do “Caso Especial”, e atuou pela primeira vez em novelas, na emissora, em “Livre para Voar”, de 1984, onde interpretou a Verona. Em 1985, veio o primeiro grande papel da atriz: a sofrida Lulu, esposa de Zé das Medalhas (Armando Bógus) em “Roque Santeiro”. Outro papel marcante foi a Leila de “Vale Tudo”, de 1988, assassina da vilã Odete Roitman. Já em 1990, na Manchete, Cássia Kiss dá vida a Maria Marruá, que de acordo com a lenda, se transformava em onça, para defender a filha, Juma, interpretada por Christiana Oliveira. No mesmo ano, de volta à Globo, protagoniza ao lado de Cláudia Abreu, “Barriga de Aluguel”, onde é Ana, mulher que não pode ter filhos e recorre ao tema-título.

Em “Fera Ferida”, de 93, interpreta a divertida Ilka Tibiriçá e no ano de 2001, a vilã Adma Guerrero, de “Porto dos Milagres”, lhe rende elogios da crítica e ganha o Troféu Imprensa como melhor atriz. O currículo de Cássia Kiss conta ainda com novelas como “Brega & Chique”, “Quem é Você”, o ‘remake’ de “Pecado Capital”, “Esplendor”, “Sabor da Paixão” e “Eterna Magia”, além das minisséries “Padre Cícero”, onde foi uma freira, “Um Só Coração”, onde viveu Guiomar Penteado, “Mad Maria” e “JK”. Esteve ainda no “Você Decide”, em diversas peças, e no cinema, atuou em cerca de dez filmes, entre eles “Memórias do Cárcere”, “Alta Rotação”, “Bicho de Sete Cabeças” e o consagrado “Meu Nome Não é Johnny”.

  • 26/04/2009
  • Administração

Veja mais

Deixe seu comentário