SBT pediu para recuar no Ibope vespertino

sbt27Foi-se o tempo em que o SBT comemorava a alta audiência de suas novelas. O panorama mudou por completo. E a culpa é unicamente dela. “Marimar” e “Maria do Bairro” tiveram reprises anuais que não fizeram efeito no Ibope. Além disso, as apostas atuais se mostraram péssimas estratégias. “O Privilégio de Amar” mais uma vez foi reapresentada com cortes. Sua substituta, “Por Teu Amor” será enxugada de 90 para 35 capítulos. Quem garante que “A Feia Mais Bela”, substituta de “Por Teu Amor”, vai se livrar da faca?

“Abraça-me Muito Forte” não conseguiu manter os índices de “A Madrasta”. Para piorar, o SBT ainda não decidiu o que vai exibir as 18h30, já no horário nobre. O medonho “Caso Encerrado” ficou dez dias no ar, saiu por uma semana e retornou para ser exibido por mais dez dias. Na primeira tentativa, afundou a faixa das 18h30. Mesmo assim, a emissora deu uma segunda chance ao programa. Novamente um fiasco.

É claro que as séries americanas exibidas a partir de 12h45 já cansaram. Quantas vezes “Três é Demais”, “Chaves”, “Chapolin”, “Arnold”, “Eu, a Patroa e as Crianças” e “As Visões da Raven” já saíram e voltaram para a grade substituindo umas as outras? Ainda até podem ser chamadas de ‘curingas’, mas já perderam o fôlego e muita gente não aguenta mais ver os episódios de sempre.

Por fim, o “Casos de Família” que estava com dom desempenho no horário nobre retornou para a faixa vespertina, de onde havia saído em agosto. Em ambos os casos, de uma hora para a outra. O ‘telebarraco’ de Christina Rocha já deu o que tinha que dar. A grade vespertina do SBT virou mais um jogo de escravos de Jó. O telespectador se cansou de quatro novelas seguidas e só a emissora não vê isso. Ou vê e não tem como apostar em algo melhor.

  • 31/03/2014
  • Administração

Veja mais

Deixe seu comentário