Relembre 5 polêmicas de Geraldo Luís na Record

Que Geraldo Luís é uma figura polêmica, todos sabem. Embora seja um apresentador competente e querido pelo seu público, não é difícil encontrar quem não goste do perfil do comunicador. Muitas vezes criticado pelo estilo considerado apelativo, Geraldo não é unanimidade nem mesmo nos bastidores da Record.

É fato inegável, porém, que o apresentador conquistou um grande espaço na emissora em pouquíssimo tempo. Contratado há menos de 10 anos, Geraldo, que estreou em 2007 no “Balanço Geral”, ganhou um programa solo nas tardes da Record em 2009. Em 2014 veio a sua consagração. Há dois anos a emissora resolveu apostar no potencial do apresentador e confiou a ele o comando do “Domingo Show”, programa de auditório exibido em um dos dias mais competitivos e tradicionais da televisão brasileira.

Em apenas 7 anos, Geraldo passou a fazer parte do seleto time de comunicadores que animam os domingos da TV. Para se ter ideia, outros apresentadores, como Celso Portiolli e Eliana, carregavam 14 anos de experiência antes de suas estreias em dominicais. Apesar de tantas oportunidades, muitos consideram que Geraldo Luís age com ingratidão com a emissora que lhe abriu as portas. Funcionários da Record acreditam que o apresentador se deslumbrou com a fama. Relembre agora 5 polêmicas em que o nome do apresentador esteve envolvido:

1. Geraldo versus Virgílio Abrantes:

Segundo Daniel Castro, em março de 2015, Geraldo Luís e o diretor do “Domingo Show”, Virgilio Abranches, teriam se desentendido. A discussão ocorreu porque Abranches pediu para Geraldo chamar um intervalo comercial e o apresentador não o fez. Quando o intervalo foi finalmente ao ar, o comunicador gritou nos bastidores que o programa era seu e não de Virgílio. Na mesma hora, Abranches abandonou a sala de comando e disse para Geraldo encontrar outro diretor. No entanto, a confusão entre eles data de outros carnavais. Geraldo Luís, desde antes, costumava pressionar o diretor para manter seu rosto sempre na tela. Quando o apresentador não estava no vídeo, ele exigia que dividissem a tela e colocassem a sua imagem no estúdio.

2. Geraldo versus Rodrigo Faro:

A suposta briga entre Geraldo e Rodrigo começou quando o “Hora do Faro” apresentou uma pauta que Geraldo tinha interesse em exibir. Uma das versões conta que produtores de Geraldo teriam ido à sala de Ignácio Coqueiro, antigo diretor de Faro, para reclamar. Como retaliação, Geraldo teria se recusado a cumprimentar Rodrigo no intervalo entre o “Domingo Show” e o “Hora do Faro”. Na Record é exigido que, na transição entre programas, aja uma comunicação entre os apresentadores. Como o programa de Geraldo é ao vivo e o de Rodrigo é gravado, o telespectador ficou confuso ao ver Faro falando sozinho enquanto Geraldo saia do palco com cara de poucos amigos.

3. Revelou salários:

Durante entrevista ao “Pânico”, na Jovem Pan, Geraldo revelou que estava descontente com seu salário e afirmou que sairia da Record por uma proposta de R$ 500 mil mensais. Chateado, o apresentador revelou salários de outros colegas para confirmar que seu vencimento, na época estimado em apenas R$ 150 mil, era baixo. Ele informou que Rodrigo Faro ganhava em torno de R$ 2,1 milhões. Segundo o apresentador, Marcelo Rezende faturava R$ 400 mil mensais e Britto Jr. em torno de R$ 350 mil. De acordo com Daniel Castro, os valores divulgados foram superfaturados e não condizem com o que era pago pela Record aos apresentadores. A declaração desagradou a emissora.

4. Suspensão do Domingo Show:

Durante a cobertura de um dos momentos mais decisivos da história recente do Brasil, a votação do impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff, a Record precisou cortar uma hora e meia do “Domingo Show”. Para tanto, uma matéria do dominical teve seu tempo de exibição diminuído. Geraldo se desgostou e resolveu desabafar ao vivo. Para ele, o corte seria um desrespeito com seu trabalho. O apresentador disse que, apesar de estar feliz na Record, sentiu-se triste com a atitude e pediu para não fazerem isso novamente. Edir Macedo, que no horário assistia a Record, não gostou do que viu, pois avaliou que a matéria não era mais importante que a cobertura jornalística. Como castigo, Geraldo foi substituído por Luiz Bacci durante algumas semanas.

5. Geraldo deixa de seguir a Record nas redes sociais:

Como já noticiado no Central Notícias, a Record pretende fazer um programa diário às 22h30 para combater Ratinho e pensou no nome de Geraldo. Mesmo sem o apresentador aceitar a decisão, a Record confia que ele pode ser uma boa opção. Geraldo, sem aguentar a pressão da emissora, procurou advogados para estudar a viabilidade de rompimento de seu contrato, pois prefere continuar com um programa semanal para poder se dedicar ao filho e a saúde. Além disso, como retaliação, Geraldo Luís passou a seguir o SBT em suas redes sociais e deixou de seguir a Record, o que pode sugerir um interesse em mudar de canal.

.

  • 15/11/2016
  • jsobrerorp

Veja mais

Deixe seu comentário