Ferreira Gullar morre aos 86 anos no Rio

O poeta maranhense Ferreira Gullar foi eleito para Academia Brasileira de Letras para a cadeira 37, sucedendo o poeta e tradutor Ivan Junqueira. Na foto, Gullar com cineasta Zelito Viana (Fernando Frazão/Agência Brasil)

O poeta, escritor e teatrólogo maranhense Ferreira Gullar morreu na manhã deste domingo (4/12) no Rio de Janeiro, aos 86 anos.

Gullar era um dos maiores autores brasileiros do século 20 e foi eleito “imortal” da Academia Brasileira de Letras (ABL) em 2014, tornando-se o sétimo ocupante da cadeira nº 37.

De acordo com o G1, Gullar foi vítima de uma pneumonia. Ele estava internado há 20 dias no hospital Copa D’Or, na Zona Sul do Rio.

O velório será na Academia Brasileira de Letras e o enterro  no cemitério São João Batista, no bairro de Botafogo.

Seu último livro foi “Autobiografia poética e outros textos”, lançado este ano.

postador-elthon-1

  • 04/12/2016
  • Elthon Ribeiro

Veja mais

Deixe seu comentário