Audiência do “Tá no Ar” ganha repercussão nos bastidores das emissoras ; Globo estuda diminuir duração

Durante a última quarta-feira (08) o “Tá no Ar” foi alvo de comentários nos bastidores das emissoras. Produtores, diretores, redatores e profissionais que trabalham em TV e ficam atentos aos números comentavam o grande feito do humorístico global: ter derrubado quase 20 pontos do que recebeu do “Big Brother Brasil” ao longo da exibição.

A atração recebeu com cerca de 28 pontos e entregou para o “Jornal da Globo” com cerca de 9 pontos.

Thiago Rocha repercutiu o assunto no “A Tarde é Sua” de quarta: “fiquei impressionado com um programa que pega com 28 e entrega com 9. Como consegue?”, disse o jornalista.

O colunista Flávio Ricco também comentou o assunto em sua coluna desta quinta (09).

A Globo prepara ajustes nos horários e ordem de comerciais para elevar o Ibope do programa na próxima terça. A expectativa é colocar o humorístico novamente na casa dos 14 pontos. 

O canal carioca estuda até mesmo cortar mais alguns minutos da atração para evitar fuga maior de telespectadores.

Curioso que entre os adjetivos mais citados para elogiar o “Tá no Ar” aparecem inteligente, moderno e despojado, mas “engraçado” não figura como um elemento muito lembrado por quem vê o programa… talvez esteja aí o problema.

  • 09/02/2017
  • Léo Rocha

Veja mais

Deixe seu comentário