“O Rico e Lázaro” surpreende e mostra evolução da direção da trama

A Record TV exibiu ontem (19/04), o 28º capítulo da novela “O Rico e Lázaro”, trama que vem mostrando um grande amadurecimento da emissora e surpreendendo ao público a cada episódio.

Pode-se apontar a ótima direção de Edgar Miranda, o texto bem escrito de Paula Richard, e claro, os atores que estão bem em seus papéis como: Asher  (Dudu Azevedo) que em comparação com “Os Dez Mandamentos”, cresceu bastante como intérprete, Nebuzaradã (Ângelo Paes Leme), veterano na casa, a cada papel, impacta e fisga o telespectador e mais agora como vilão, nada lembra o mocinho José, protagonista da série “José do Egito”.

O ator Victor Hugo, como “Jeremias”, merece todos os aplausos. Na pele do profeta que avisa sobre o mal que virá ao povo, caso continue desobedecendo a Deus, se entrega ao texto e leva junto o público a chorar, entristecer pelo sofrimento que enfrenta dia após dia, devido a rebeldia do povo de Judá.

Cristianne Fernandes de volta à Record TV, com a vilã Sammu-Ramat, encanta o público com a sua beleza e faz ser odiada pelas suas maldades, cinismo e ambição.

Destaque ainda, para os efeitos especiais da novela que evoluíram bastante desde a primeira produção bíblica da Record TV. Os cenários, figurinos, maquiagem e iluminação estão muito bons, melhores até que “Os Dez Mandamentos”, principal produção bíblica até então.

A emissora vem demarcando as cenas que constam na Bíblia com o capítulo e versículo no canto inferior da tela, um fato importante para atestar o contexto das passagens bíblicas, já que serão várias histórias e profetas ao longo da novela.

Apesar do texto ser “violento”, banhado ao sangue, destruições, mortes e conflitos, a autora sabe mesclar o drama com cenas de comédia com Nitócris (Sthefany Brito), Nabonildo (Augusto Garcia), romance com Asher, Joana e Zac, sem falar na trilha musical com lindas músicas em hebraico e português.

A novela deve chegar ao fim no mês de novembro, cedendo para a trama “O Apocalipse” de Vivian de Oliveira.

  • 20/04/2017
  • Elthon Ribeiro

Veja mais

Deixe seu comentário